Carta consoladora … querida Marlene

Publicado

Mensagem psicografada pelo médium Rogério Leite na reunião pública realizada em 19 de março de 2012 na sede do Irmã Scheilla.

Marlene querida companheira é novamente o seu velho a lhe destinar algumas linhas através do correio da saudade.

Hoje estou me servindo dos recursos de outro sensitivo para dizer a você e aos nossos que estou bem, que os amo e que lhes sou grato por tudo.

Sabe Marlene a condição de Espírita senão é uma condição de privilégio a ninguém ao menos consiste numa condição de autonomia mental e espiritual que de alguma forma nos proporciona melhores recursos de superação diante a viagem de retorno da qual ninguém se furta quando os ponteiros do relógio se juntam acenando para o nosso momento de voltar para casa.

A vantagem que existe entre os que se amam é que os que regressam antes se dedicam ao trabalho e as tarefas que possam proporcionar os meios necessários para receber um dia os entes amados num lar simples mas acolhedor para que possamos dar prosseguimento ao amor que cultivamos e juntos dedicarmos a realizações que enfatizam o amor e a solidariedade na assistência aos que sofrem.

Você melhor do que eu sabe disso querida companheira.

Por isso deixemos que a saudade somente a saudade fale alto nesta noite.

Saudade saudável de quem se ama e se aguarda.

Reconhecido aos cidadãos de Ribeirão Pires e aos políticos que elegeram o meu pobre nome para identificar a praça que relembra as minhas lutas pela democracia e pelo bem comum onde na condição de vereador fiz o possível dentro da posição a mim atribuída.

Ela ficou tão bem quanto o número OAB/SP201.042 ficou bem para o seu registro na carteira Júnior, ou melhor, Doutor José Valdemar Romaldini Jr, que presenteou a todos nós com a chegada de um anjo iluminado de nome Rafaela que por sinal se parece em gênero e grau com o vovô aqui.

Lembrando o nosso Marco Aurélio o qual sempre dedicarei minhas preces para que nosso filho atinja os seus objetivos nesta jornada.

Agradeço Marlene as vibrações de amor que me envia a semelhança de um ramalhete de flores espirituais orvalhado pelas lágrimas de saudade e afeição que nos pertence e nos enleva rumo ao por vir.

Por hoje é um recado breve querida.

Agradecendo aqui o carinho da população de Ribeirão Pires para com todos nós.

Parabenizo os presentes pela demonstração de cidadania espiritual que demonstraram nesta reunião pública de caráter ecumênico.

Aceite junto à nossos filhos os beijos e abraços do sempre seu José Valdemar Romaldini.